Fotografia et al #3

Nas duas primeiras edições trouxemos um fotógrafo consagrado na capa e uma mistura de fotógrafos consagrados, experientes e iniciantes no conteúdo da revista, onde o tom da revista era dado pelo estilo do fotógrafo escolhido como destaque. Para esta edição, decidimos experimentar mover o foco para um estilo de fotografia e escolher nossos destaques em virtude do seu envolvimento com o estilo fotográfico escolhido.

Nossa ambição é produzir uma revista que explore o conceito de fotografia como arte e forma de expressão. Pensando nisso, escolhemos um estilo fotográfico que aproxime a fotografia das ‘belas artes’ tradicionais, também conhecidas como ‘fine arts’.

Nessa edição trazemos na capa o fotógrafo Diego Kuffer que usa a fotografia como uma ferramenta para expressar seus sentimentos, sua arte. O trabalho de Diego é puramente autoral. Suas imagens são capturadas, editadas, trabalhadas, modificadas até expressarem aquilo que ele procura; uma resposta para suas questões internas.

Seguindo o mesmo princípio utilizado na escolha de Diego para o artigo de capa, convidamos o artista japonês Shinichi Murayama para uma entrevista. Sim artista, é assim que ele se define, como artista, não como fotógrafo. O próprio Shinichi afirma que a fotografia é meramente a melhor ferramenta que ele tem à disposição para expressar sua arte no momento, mas que usaria qualquer outra ferramenta que melhor cumprisse esse papel e estivesse ao seu alcance.

O artigo seguinte é uma pausa na fotografia conceitual para manter a tradição de trazer o relato de uma expedição fotográfica. Os autores, Arthur Monteiro e Isabela Lyrio, são um casal de amigos de Gui Galembeck e Tatiana Ribeiro que assinam o artigo sobre a China, da nossa edição de estreia. Arthur e Isabela nos contam como foi sua viagem por Myanmar, no leste asiático. Histórias de um país enigmático e fotos maravilhosas, cuidadosamente selecionadas e ordenadas pelos autores para ilustrar seu artigo.

Em seguida mergulhamos de vez no relacionamento da fotografia com a pintura em um artigo interessantíssimo de Armando Vernaglia sobre a influência da pintura na fotografia em forma de lições que nós fotógrafos poderíamos aprender com os mestres da pintura.

Para amarrar esse assunto, um artigo sobre a exposição Emovere, em cartaz no Espaço Arte em Campinas até o dia 14 de julho. A exposição Emovere fala sobre as emoções expressadas pelo corpo em movimento. O interessante é que essa exposição é o resultado de um projeto que integra o trabalho da pintura com a fotografia, mas sem cruzar as duas linguagens.

Finalmente, temos a honra de trazer mais um artigo de Alan Bamberger, conceituado crítico de artes americano. Na verdade, este artigo é o resultado final da tradução, edição e reorganização de dois artigos originais de Alan Bamberger em um único texto. O tema deste artigo está relacionado com o artigo de Alan que trouxemos em nossa primeira edição: declarações e comentários sobre a obra artística. Muito útil para fotógrafos que desenvolvem um trabalho autoral.

E para fechar esta edição, nossas tradicionais colunas sobre fotografia de cinema, médio e grandes formatos e fotografia de filme, seguidas pela coluna opinião, desta vez assinada por Diego Kuffer, o destaque desta edição.

Muito obrigado ao Mario Amaya que assina o artigo de capa desta edição com o perfil de Diego Kuffer. Não apenas por este artigo que mostra todo seu talento em retratar personalidades, mas também pela sua contribuição inestimável no planejamento desta edição. Obrigado também ao Diego pela sua atenção e colaboração. Obrigado ao Shinichi Murayama pela sua colaboração e paciência em responder todas as minhas perguntas em uma entrevista por email que durou pouco mais de 30 dias entre idas e vindas. Muito obrigado ao Alan por mais uma vez permitir a publicação de seus artigos, sempre muito interessantes. Obrigado ao Arthur e a Isabela pela sua colaboração. Obrigado a Luzia, Fernando e Cinthia por me receberem para a entrevista no Espaço Arte. E finalmente, muito obrigado aos já fiéis colaboradores, Alex Villegas, Bruno Massao e especialmente ao Armando Vernaglia que nessa edição participou com um excelente artigo além da tradicional coluna sobre fotografia no cinema.

Sem mais delongas, com vocês a edição #3 da Fotografia et al. Divirtam-se!

Fotografia et al #3

Leave a Reply